Little Miss Brainless



Mais do que este tipo de concursos, o discurso desta menina é absolutamente ridículo de início ao fim. Começa de uma fora e acaba de outra, nada tem a ver com nada e ainda recebe aplausos.
Pelos comentários que li no Youtube, a mocita tem muitos apoiantes. "...foi sincera, não disse o que ficaria bonito dizer, não deu uma resposta politicamente correcta, mostrou que tem personalidade, valores, que é inteligente, que merecia vencer por dizer o que, efectivamente, pensa, uma grande mulher..."
Felizmente, há quem tenha mais neurónios que ela e seus apoiantes e se indigne com a hipótese desta alma representar um estado, até um país.
Não sei se venceu, espero que não.
Prefiro que estas mocinhas misses-plástico-artificiais, como habitualmente, tenham as tipicas respostas politicamente correctas, do que isto. Prefiro que tenham respostas nada politicamente correctas mas que tenham lógica, respostas baseadas em discursos articulados e argumentativos. Agora isto? Isto é ser-se bonitinha na embalagem mas limitada, pequenina, acerebrada e estupidazinha no conteúdo.
Foi sincera? Tem personalidade e valores? Uau! Que espectáculo! Bravo, bravo! Pois, é assustador e triste que alguém tão novo pense, efectivamente, assim.
Coitada, ela só deu a sua opinião, não foi como as outras que dizem sempre o mesmo. Coitada mesmo. E coitados daqueles que acham o mesmo.
Grande mulher? Se este discurso mostra que esta alminha é uma grande mulher, então as mulheres que pensam um bocadinho são o quê?
A criatura explica que foi educada assim. Que linda que ela é, tadinha! A família educou-a para pensar assim e então a menina vai pensar assim para o resto da vida? Muito querida, tão ligada à família, um amor de menina. Grande personalidade a sua, sim senhora. Usa muito bem a massa cinzenta.
É inteligente? Segundo qual dicionário? Imensamente inteligente, um colosso de inteligência, na realidade. "Ainda bem que vivo num país onde as pessoas podem casar, onde há liberdade para poderem casar pessoas com pessoas do mesmo género... mas eu acho que não, acho que o casamento é entre um homem e uma mulher, fui educada assim" Tem toda a lógica. Um discurso articulado, inteligente, de valores humanos de alto nível. Uma personalidade vincada, forte, uma mulher com capacidade argumentativa e discurso perfeitamente coerente. Uma estátua já para a moça! É a prova de que estas meninas misses podem ser inteligentes para além dos sorrisos pepsodent.
Será que ela, na realidade, tem apenas 5 anos de idade e os imensos que a apoiam são os coleguinhas do parque infantil? Era bom que sim.

8 comentários:

Brama disse...

Uma resposta atípica, incoerente, completamente estúpida a condizer com o tipo de programa, com toda a panóplia de sensacionalismo norte-americano. Claro que foi aplaudida, por gente tão limitadinha quanto ela própria. Mas o discurso dela não é assim tão estranho para nós. Na nossa profissão, os alunos geralmente fazem observações tão pertinentes, eficazes e inteligentes quanto esta.

Para parecer bem, eu acho que as pessoas devem escolher casar com quem querem, independentemente do sexo, como se fossemos a uma grande superfície escolher entre colocar no cesto um pacote de bolachas Maria ou Triunfo. Fica sempre bem não ir contra niguém e conquistar mais pontos. Vá lá a paravalhona não se ter lembrado de dizer que também poderíamos ter liberdade em casar com um urso-polar ou um koala para salvá-los da extinção.

Mas claro, como eu sou de boas famílias, bem educada segundo os melhores valores cristãos, não concordo nada ... toda a vida se casaram pessoas de sexo diferente ... toda a vida se conhecem as loiras enquanto burras, porque razão teriam agora de começar a ser um pouco mais inteligentes, é uma antítese.

Não só mostrou que não tem ideias e convicções próprias como nem percebe do que se está a falar e no meio de tanta incoerência mostrou como é preconceituosa e hipócrita.

Mas deve ter ganho com essa resposta ... o concurso foi nos EUA.

pinguim disse...

E é com gente desta que o pateta Arnold conta para fazer aprovar as suas retrógradas ideias...
Abraço.

A... disse...

“And you know what, I think in my country, in my family, I think that I believe that a marriage should be between a man and a woman. No offense to anybody out there, but that’s how I was raised.”

Mais uma habilitada a levar com uma tarte de frutas na cara! Apesar de sermos criados de determinada forma não quer dizer que não possamos ter direito a ter a nossa própria opinião, desenvolver a nossa própria personalidade. Mas, o que podemos esperar de uma "prima" da Barbie Malibu? Produção em massa dá nisto...

Mas agora na brincadeira, a estúpida não deve de ter pensado nas dezenas de estilistas gays que não devem de ter ficado nada contentes com isto. Já não vai vestir Marc Jacobs entre outros que eles não vão deixar!

Abraço

PS: A 'tadinha perdeu! Tanta hora na manicure 'pra dar nisto! =P

fátima disse...

Uma coisa é concordar com esta burra, o que já é grave, outra coisa é achar que ela por este discurso tem uma grande personalidade, que é inteligente, que é uma grande mulher. é mas é uma grande... nem digo. E os que apoiam este discurso são tal e qual como ela, acéfalos.,

Rui disse...

Oh meu Deus, há gente tão estúpida! Nada tem mm a ver com nada. Um manequim de montra faria melhor figura e pelo menos n abria a boca para tanta estupidez.

Aequillibrium disse...

tadinha...
ia queimando o neurónio com tanto esforço mental...


com pessoas assim , n admira que... enfim...

X disse...

Pois e na minha família ninguém tem maminhas de silicone e não é por isso que achamos que pessoas de outras famílias não devam ter. Cada um é livre de decidir pela sua cabecinha...

Suspeita disse...

Uma mulher que aceita participar nestes concursos, programas, à partida, é limitada de muitas maneiras... não é para levar a sério! O mesmo se aplica a homens!